Uma meditação dos Mistérios Dolorosos - Agosto de 2016

1. A Agonia de Jesus no Horto

«Jesus orou dizendo: “Meu Pai, se não é possível que este cálice passe em que eu o beba, seja feita a tua vontade!” (Mt. 26,42)».

Senhor, escuta a oração do teu Filho que deu a vida por nós, e ajuda-nos a enfrentar as nossas angústias confiando sempre Ti.


2. A Flagelação de Jesus

«Então Pilatos soltou-lhes Barrabás. Quanto a Jesus, mandou açoitá-lo, e entregou-o para que fosse crucificado» (Mt. 27,26).

Sofrimento lancinante e injusto, e Jesus mantem-se em silêncio. Jesus atravessa o sofrimento sem condenar aqueles que o fazem sofrer.


3. Jesus é coroado de espinhos

«Teceram uma coroa de espinhos, puseram-na na sua cabeça, e uma cana na mão direita» (Mt.27,29).

Os símbolos do poder e da força são pervertidos e transformados em objectos de tortura. O homem, quando prisioneiro do pecado, tem a ilusão de ser mais poderoso que Deus.


4. Jesus transporta a cruz a caminho do calvário

«Jesus saiu, carregando a cruz, e chegando ao lugar do Calvário aí o crucificaram» (Jo. 19,17-18).

A morte de Jesus é violenta, injusta e ignominiosa. Jesus tomou sobre si toda a violência do mundo e entregou-se a ela.


5. Jesus morre na cruz

«Lançando um grito, Jesus exclamou: “Pai, em tuas mãos, entrego o meu espírito. E dizendo isto, expirou” (Lc.23,46).

E Jesus morreu. Sem nunca pôr em causa a sua relação de amor com o Pai.

 

No mesmo espírito: Mistérios Gozosos, Mistérios Luminosos e Mistérios Gloriosos

 

Sorrowful Mysteries
Portuguese